Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Se a vida tivesse legendas...

here in littlebubble, em 27.12.12

Uma das coisas que mais odeio em mim é a dificuldade na tomada de decisões.  A falta de capacidade de improviso. A situação dá-se, eu reajo de tal maneira e depois, mais tarde, quando revejo a situação (sim, eu faço isso constantemente: revisão de situações passadas sem qualquer interesse de rever), vejo o que podia ter feito diferente e fico tão, mas tão irritada de não me ter lembrado de tal na altura.

 

Acabo de sair de uma situação dessas. Devia ter tomado outra decisão. Devia ter dito uma coisa diferente. E, na altura, não o fiz. E agora vim todo o caminho para casa a pensar no que devia ter feito diferente.

 

O cinema sempre aconteceu hoje, com direito a jantar anteriormente à ida. Durante o filme, com as luzes apagadas houve momentos fofinhos. E não, não fui só eu, claramente não fui só eu! Mas assim que se ligam as luzes da realidade, tudo muda. Será a possibilidade de haver público? Será o facto de, como já me disse, não me querer magoar, porque se vai embora e eu estou numa fase sensível? Será porque simplesmente não é isso que quer? Então de onde vêm os momentos fofinhos? Grrr...era tão mais fácil se a vida tivesse legendas ou notas de autor...

 

E hoje foi, provavelmente, o último momento que tivemos a dois. Penso que já não se irá proporcionar outro. E eu queria ter falado. Queria saber qual é a próxima jogada, o próximo passo, se é que há algum (também queria saber isso) mas será que isso são coisas que se perguntem quando a ideia inicial era não haver perguntas?

 

Será que sou eu que estou a exagerar, como faço sempre? A tirar as coisas da proporção devida? Como será que ele se conseguiu distanciar tanto, se eu não consigo? Será que isto (leia-se "relação sem laços") lhe acontece tanto na vida, que já se tornou irrelevante, sem propósito? Será que era suposto eu sentir também? Eu não quero laços...aliás, quero, mas é só porque gosto da companhia dele. Apesar de tudo, é interessante...Nunca lhe pedi nada, mas será que ainda assim exijo demasiado? Por exemplo, agora, uma mensagem a saber se cheguei bem a casa era o mínimo que esperava! (e nada, até agora!)

 

Independentemente de tudo, apesar de provavelmente não lho ir dizer, tenho a agradecer-lhe me ter tirado do buraco. Agora já cá estou fora e, apesar de ainda não ter voltado ao ponto onde estava, já estou bem melhor do que aqui há uns tempos. E agora fiquei com vontade de mais!

2013, o que trazes para mim?

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:51


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D