Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


P. Sawyer: People always leave.

here in littlebubble, em 26.09.12

Hoje estou assim. Nervosa, inquieta, assombrada, triste.

Não sei a razão, mas hoje, já por duas vezes tive um ataque de choro quase inexplicado.

 

Hoje uma amiga minha falava sobre a onicofagia, isto é, a tendência de roer as unhas e dizia que tal situação pode acontecer por imitação em idades jovens mas que se pode manter na adolescência e vida adulta devido a uma série de situações mas que normalmente ocorrem quando há carência de carinho, atenção e amor, situações de timidez ou vergonha, quando a pessoa sente que se deve auto-mutilar como castigo. Independentemente dos casos, está sempre ligado a distúrbios emocionais.

 

Desde há uns dias que ando super nervosa e quando tal acontece, nota-se perfeitamente nos meus dedos: unhas roídas e feridas abertas. Desde há uns dias que ando super nervoso, sem saber a razão.

Hoje, os meus pais discutiram. Eu sei que o assunto já acalmou mas há palavras que se dizem e que ficam.

Hoje, houve uma enorme discussão entre o meu grupo de amigos. Sinto que o nosso grupo de amigos ficou ferido, fracturado de algum modo. Duvido que algum dia volte a recuperar, a sarar em condições. Nunca mais vai voltar a ser o mesmo.

Hoje....caem-me lágrimas dos olhos enquanto uma simples frase me percorre a mente vezes sem fim. Uma frase que muitas vezes ouvi numa série que acompanhei há uns tempos, One Tree Hill.

 

Everybody leaves.

People always leave.

 

Sinto que, cada vez mais, na minha vida, o grupo se estreita mais. As relações acabam. As amizades esfriam. Ninguém novo entra. Só saem. E sinto que estou continuadamente a pedir que fiquem.
E pela primeira vez percebi que choro com pena de mim. Que estou sozinha e não sei como sair desta situação. Ninguém entra por aquela porta. Ninguém está ao meu lado para me dizer que vai correr tudo bem. E eu nunca estive sozinha e não sei como se faz isto de estar sozinha.
E como acabei de ver o Magnolia, aqui fica o contributo:
But can you save me
Come on and save me
If you could save me
From the ranks of the freaks
Who suspect they could never love anyone

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:06


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D