Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


London in pictures: VI

here in littlebubble, em 07.05.13




Falar em Londres, é falar no filme Notting Hill, é falar da família real, é falar da princesa Diana, é falar de Beatles, é falar das Spice Girls, é falar do Sherlock Holmes e do seu amigo Watson... e incrivelmente é também falar de M&M's!

Depois de visitarmos a Trafalgar Square, para fugir da chuva, contornámos o National Gallery e sem querer fomos parar a Leicester Square, casa do famoso M&M's World, onde até o ambiente parece que sabe a chocolate.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 20:44

The XX

here in littlebubble, em 06.05.13

Ontem foi, nos jardins da Torre de Belém, o concerto dos the XX.

Conheci esta banda há relativamente pouco tempo, considerando que já tinham lançado dois cd's quando os ouvi pela primeira vez. Mas fiquei imediatamente apaixonada pelo som diferente, pela voz dramática e perfeita dela, pela junção das vozes dos dois, pelas letras apaixonadas e trágicas, ao mesmo tempo.

 

Quando soube que vinham dar um concerto em Lisboa, de seu nome Night and Day, um concerto diferente na sua concepção, para uma banda também ela diferente. Série de concertos Night and Day, em três destinos privilegiados da Europa, sendo Lisboa o primeiro dos três. Chama-se Night and Day porque começou às 16h com músicos e DJ's convidados pela própria banda que encheram os jardins da Torre de Belém bem cedo de música, nesta tarde maravilhosa de sol de domingo.

 

Com a merenda atrás e mantinhas para deitar no relvado, ainda apanhámos um solinho óptimo enquanto ouvíamos ao fundo, o som que o DJ passava, que contrastava com a harmonia primaveril daquela tarde.

 

Entre música ouvida pela primeira vez, conversas com amigas, sessões fotográficas constantes, encontros e desencontros, morangos e uvas e um concerto estonteante dos The XX, tratou-se de um domingo muito bem passado!

 

Alguém esteve por lá?

 

(fotografia daqui: https://www.facebook.com/everythingisnew)

 

PS: e sim, tocaram a minha música preferida "VCR"

 

You, you still have all the answers
And you, you still have them too
And we, we live half in the day time
And we, we live half at night

Watch things on VCR's, with me and talk about big love
I think we're superstars, you say you think we are the best thing
But you, you just know, you just do

When I find myself by the sea, in anothers company by the sea
When I go out the pier, gonna die and have no fear
Because you, you just know, you just do

Watch things on VCR's, with me and talk about big love
I think we're superstars, you say you think we are the best thing
But you, you just know, you just do

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:19

Dia da Mãe

here in littlebubble, em 05.05.13

Se calhar todas as pessoas pensam assim, mas eu tenho efectivamente a melhor mãe do mundo! Sorry!

A minha mãe é incrível. É amiga, é confidente, é sorridente, é afectiva, é inteligente, é simpática, é querida, é doida, dá gargalhadas contagiosas, é sincera, faz sempre tudo por nós. Gostava que fosse um pouco mais forte, por ela. Para que, de vez em quando não se fosse abaixo. Porque o meu pai não é o melhor pai do mundo. E não o é porque nunca foi educado para ser carinhoso ou paciente ou compreensivo. Já a minha mãe, exactamente pela infância que teve e por tudo o que os meus avós fizeram por ela, é que se tornou nesta pessoa maravilhosa que é hoje. E é exactamente o que faz por nós.

Já falei há uns dias da minha dificuldade em falar, em me exprimir, em dizer em voz alta o que sinto e o que penso. Mas à medida que o tempo vai passando, vou conseguindo falar mais e mais sobre o que me vai no coração, na mente, na alma. E a minha mãe foi parte integrante deste processo. Sempre pronta para me ouvir, para me apoiar, para me defender, mas também para me criticar, se faço algo mal. Porque também não acredito em facilitismos!

 

Mãe, és incrível e adoro-te :)

 

(imagem daqui: https://www.facebook.com/NestleFitnessPortugal)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 11:35

Trauma dos quase 27.

here in littlebubble, em 04.05.13

No outro dia tive uma conversa super sincera com a minha amiga T. Apesar de sermos muito diferentes uma da outra, somos amigas desde que nos conhecemos. Ela é faladora e eu mais calada. Ela é aquela pessoa de quem se gosta imediatamente a partir do momento em que se conhece e eu acho que passo um pouco por introvertida e antipática e torno-me mais "likeable" depois de me conhecerem. Ela fala com a mesma facilidade de problemas pessoais como do tempo que faz lá fora. Eu consigo falar de tudo, menos dos meus problemas. Ela não tem filtro e eu, aparentemente, além do meu filtro devo ter herdado também o dela. Simplesmente não consigo (aliás, tenho que fazer aqui um aparte para me corrigir: cada vez consigo mais, mas ainda assim estou bem longe do nível que pretendia. mas acho que vai melhorando aos poucos) falar dos meus problemas. Tenho sempre uma vontade imensa de chorar e as lágrimas toldam-me os olhos e as palavras morrem na garganta. Acho mesmo que se calhar não me fazia mal umas sessões de psicoterapia para lidar com esta dificuldade de falar, mas às tantas se calhar lá também não iria conseguir falar. Devia conseguir controlar esta insegurança, mas simplesmente não sei como.

 

Voltando ao assunto... falámos e ela, apesar de lhe ser fácil dizer o que pensa, aparentemente tinha muito para me dizer que não conseguiu fazer antes. Disse-me que estou a ficar um pouco obcecada com a ideia de estar sozinha e que o meu objectivo de vida não pode ser arranjar alguém nem me devo validar pela presença ou ausência de alguém na minha vida.

E eu entendo o que ela quer dizer. Aliás, não ando a inscrever-me em sites de encontros amorosos nem ando a oferecer-me por aí, não pensem... Mas simplesmente, estar com alguém, ter alguém na minha vida e ao meu lado foi sempre algo tão natural e tão presente que agora me sinto um pouco perdida sem isso. E apesar de gostar de estar sozinha e de não estar para aqui a morrer pelos cantos nem a chorar como uma doida por estar sozinha, não faz sentido, para mim, ter passado toda a adolescência "presa" a alguém e agora, quase aos 27 anos, estar satisfeita por estar sozinha. Devia ter sido tudo ao contrário. Não é agora que vou ter curtes com este e com aquele. Não é agora que vou fazer maluquices. Sei lá, não me faz sentido. E é isso que sinto. Sinto que agora é que devia ter alguém. Agora é que devia estar a assentar. E sinto que o tempo está a passar e qualquer dia sou "demasiado velha". E considerando que faço 27 para a semana, estes dias estão a ser sentidos de forma diferente. Nem vontade para festejar tenho. Sinto-me velha. E este sentimento só pode mesmo piorar porque a idade só aumenta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:40

Linkin Park: Castle of Glass

here in littlebubble, em 04.05.13
Take me down to the river bend
Take me down where the fighting ends
Wash the poison from off my skin
Show me how to be whole again
Fly me up on a silver wing
Pass the black where the Siren sing
Warm me up in a nova's glow
And drop me down to the dream below

Cause I'm only a crack
In this castle of glass
Hardly anything left, for you to see
For you to see

Bring me home in a blinding dream
Through the secrets that I have seen
Wash the sorrow from off my skin
And show me how to be whole again

Cause I'm only a crack
In this castle of glass
Hardly anything left, for you to see
For you to see

'Cause I'm only a crack
In this castle of glass
Hardly anything else, I need to be
'Cause I'm only a crack
In this castle of glass
Hardly anything left, for you to see
For you to see
For you to see


PS: adoro o som!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:08

José Luís Peixoto: Minto até ao dizer que minto

here in littlebubble, em 03.05.13

E se pedíamos uma torrada -

"Olhe que os folhados de salsicha estão quentinhos."

- se pedíamos um queque -

"Olhe que os folhados de salsicha estão quentinhos."

- se pedíamos algo que não fosse um folhado de salsicha -

"Olhe que os folhados de salsicha estão quentinhos."

Depois, havia as pessoas que diziam folhados de chalchicha. Em fins de tarde, eu e o Mefistófeles sentávamo-nos perto do balcão e fazíamos apostas sobre o número de pessoas que iriam dizer chalchicha num determinado período de tempo (5 ou 10 minutos cronometrados de despertador). O Mefistófeles era sempre menos crédulo nas competências do ser humano e ganhava sempre.

 

 

Leitura de avião. Tenho sempre que levar um livro comigo para onde quer que vá. Desta vez, o José Luís Peixoto foi comigo passar o fim de semana a Londres. E adorei que tivesse ido. Adorei este livro. Pequenino, pequenino em tamanho. Vantagens: lê-se numa viagem e transporta-se facilmente. E depois, a escrita que é sempre incrível. E as histórias abordadas na vida de um jovem idiota (com ideias, leia-se) num agosto em Lisboa. E como esta escrita me prende. E como me ri interiormente e à vezes exteriormente. E tenho quase a certeza que o meu vizinho do lado, no avião, enquanto trincava a sua refeição, dava umas olhadelas ao que eu, tão atentamente lia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:20

Bucket List

here in littlebubble, em 02.05.13

Andei que tempos para ver o filme Bucket List. Não sei por que razão adiei tanto.

Mas a verdade é que, apesar da qualidade do filme e claramente dos actores que nele entram, este filme deixou em mim um sentimento de nervosismo, insatisfação e medo. Porque, pelas minhas qualidades pouco aventureiras e decididas e de liderança, tenho tendência a deixar passar momentos, oportunidades... Tenho tendência a não lutar pelo que quero, pela simples razão de muitas vezes nem sequer saber o que quero, porque simplesmente não penso nisso. E porque é que não penso nisso? Por preguiça? Por medo de estabelecer metas que potencialmente posso não atingir? Não sei a razão...mas por outro lado também tenho medo que muito da vida me passe ao lado. E pior que isso, é, no fim da vida, me arrepender do que não fiz, de onde não fui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:29

Pág. 3/3



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D