Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Uma ida aos saldos.

here in littlebubble, em 05.01.13

Continuo a acordar angustiada e nervosa, mas estou confiante que vai passar.

 

 

Hoje fui aos saldos. Já tinha tentado há uns dias, mas estava o caos e começo a entrar em stress! Odeio estar no mesmo espaço que dezenas de pessoas que parecem doidas a ver roupa e que deixam tudo desarrumado, sem se importarem com quem vem a seguir. Só para verem o exagero, vi uma senhora que arrastou, preso às botas, um camiseiro uns bons metros pela loja e quando deu por ele, em vez de o apanhar, como seria o normal, simplesmente limitou-se a pisar com a outra bota para que se soltasse. E odeio este fanatismo, consumismo, sem consideração por nada nem ninguém.

 

Então hoje de manhã resolvi ir ao Dolce Vita, que daqui da zona, mesmo assim considero o mais calminho, principalmente logo de manhã. Os corredores são largos, dando a impressão de menos lotação, há muita variedade e não se paga o estacionamento, o que também conta como factor.

Em duas horas consegui comprar uma série de coisas.

 

Calças, que estava mesmo a precisar

 

(as de ganga e as castanhas são da Mango. as rosa da Primark)
Básicos, se bem que queria também umas camisolinhas para esta época mas vi muito pouca coisa.
uma tshirt normalíssima. uma camisa azul escura fofinha que pode ser combinada em diversos outfits.
comprei ainda umas collants pretas básicas e roupa interior
Uma loucura!mas gostei tanto quando vi que não consegui resistir!
uma mini-saia! Já não comprava nenhuma nem que lembro há quantos anos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 16:28

Just say it!

here in littlebubble, em 04.01.13

Ontem, depois de uma conversa meio torta com o L., deitei-me tardíssimo e super angustiada. Falei ainda com a minha amiga V e quando li a resposta dela, a angústia manteve-se.

Hoje, com tarde de folga, as horas multiplicam-se com a ausência de planos e o tempo para pensar em tudo é mais que muito.

Resolvi então, cumprir mais uma das minhas resoluções de ano novo e dizer o que tinha para dizer. E não é que me senti muito melhor? Independentemente de ter recebido resposta, a angústia foi-se, imediatamente. Às vezes sabe bem arriscar e dizer o que queremos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:43

respirar fundo e..... GO!

here in littlebubble, em 03.01.13

Terminei o ano super em baixo.

Iniciei o ano com as expectativas lá em cima. Espero realmente que este ano me traga boas notícias, pessoas novas, sorrisos, metas atingidas.

 

E espero realmente que o facto de estar a subir alto nas escadas da expectativa, não me façam cair de lá de cima outra vez.
De certa forma, estamos hoje a dia 3 e já comecei a actuar. E não só a esperar que o destino faça isso por mim. Já actualizei o meu cv, coisa que andava a adiar há demasiado tempo. Preciso imenso de uma mudança radical na minha vida. Desta vez, estabelecida por mim, e não forçada em mim por outrém. Preciso de tomar as rédeas e mudar. Preciso de desafio e não de rotina.
Também já tomei um passo no longo caminho de resolver um problema que tenho, do qual não estou à vontade para falar aqui, incrivelmente. De qualquer forma, andei demasiado tempo a fingir que não existia, a adiar resolvê-lo, a fingir que não tinha resolução e como tal, nada que eu fizesse podia mudar o rumo do que estava a acontecer. No entanto, já decidi que não é assim e tomei o passo mais difícil: percebi que tenho que lidar com isso e que eu sou mais forte que o problema. Posso e vou superá-lo.
Mais notícias sobre as expectativas para 2013, ao longo do ano :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:36

E é isto.

here in littlebubble, em 02.01.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 19:11

Voltar de novo aos carris. 2013 :)

here in littlebubble, em 01.01.13

Primeiro post de 2013.

A noite de ontem, incrivelmente, foi uma boa noite.

Depois de algumas desilusões na forma de cancelamentos por parte de amigos, que preferiram o seu próprio conforto à minha vontade de fazer planos, acabei por ficar apenas com a minha amiga V. Não quero ressentimentos no meu coração este ano e como tal, já enviei a cada um deles uma mensagem de feliz ano novo, apesar da desilusão que me causaram nas últimas horas do ano findo. Fomos jantar as duas a um restaurante italiano bastante agradável, se bem que a sangria não foi das melhores que bebi... Jantámos e conversámos e rimos e partilhámos histórias e opiniões. Foi agradável, apesar do temporal que se fazia sentir lá fora. Depois disso, fomos até ao casino. Foi um bom final de ano, apesar dos muitos sentimentos e pensamentos que fluiram através de mim.

 

À meia noite, incrivelmente, foi nele que pensei. No R.

Mas este ano, vai ser diferente. É em mim que vou pensar.

 

Ontem, enquanto via os primeiros episódios da série "The New Normal", houve algo que uma das personagens disse que fez todo o sentido para mim:

 

Life felt safe even though it wasn't. Maybe if i felt less confortable, i wouldn't have wasted so much time.



E fez todo o sentido para mim, porque durante muito tempo, com o R, apesar de saber que não estávamos bem, a vida fazia sentido. Era certa, sabia bem assim. E se calhar foi por isso que escolhi não pensar em tudo o que não corria bem. Se calhar, por ser diferente de mim, ele pensou. E por isso foi ele que escolheu sair e que eu não esperava. Porque me sentia confortável com este arranjo que tínhamos, apesar de não me sentir totalmente realizada na relação. E então, o tempo foi correndo e fomos perdendo tempo juntos. Se calhar por isso, todo o tempo que passámos juntos, esta década, não pareceu assim tanto tempo. O tempo corria e corria sem esperar por mim. Desperdicei tempo, tempo que agora considero precioso, apenas pela minha dificuldade de aceitar ou sequer fazer por haver mudanças. E ontem, enquanto ouvia o Pedro Abrunhosa, apercebi-me que estou atrasada. Tenho 26 anos e sinto que estou atrasada na vida. Tenho amigos a casar, uma amiga ficou noiva ontem e eu sinto que desperdicei muito tempo com uma pessoa que eu sabia (e ele sabia) que não era para sempre. Porque é que fiquei? Porque é que ficámos? E agora sinto que perdi demasiado tempo e que já devia ter atingido mais na vida. Sinto-me em atraso. Será que foi conseguir recuperar esse atraso? Voltar de novo aos carris?

 

Espero que seja isso que 2013 tenha preparado para mim. Eu vou fazer por isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 16:43

Pág. 2/2



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D