Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Grrrrrr....

here in littlebubble, em 29.11.12

Às vezes sinto que só escrevo no blog quando preciso de deitar coisas cá para fora. Quando estou chateada com o mundo, comigo, com quem me rodeia, com o destino, com a vida, enfim... Sinto que quando estou bem não tenho necessidade de o fazer.

O blog para mim sempre foi um local onde podia escrever e dizer tudo o que queria sem olhares reprovadores, sem alguém a dar palmadinha nas costas com a frase sempre certa do "vai correr tudo bem", sem chorar à frente de outros quando queria realmente despejar tudo o que me vai na alma, todas as tristezas, frustrações...

 

É como se fosse uma espécie de diário onde posso dizer, sem medos, o que quero dizer.

 

E neste momento estou triste, estou frustrada, estou irritada.

Irritada porque me custa estar solteira de novo quando todas as minhas amigas são um casal. E o que acontece aos casais? Tornam-se caseiros! Tornam-se comodistas! Eu sei, acabei de deixar de ser um há bem pouco tempo. E sei muito bem como é fácil ficar em casa, não sair, porque se já lá estamos os dois, why bother?? E na realidade também na altura não via as coisas nesta perspectiva que vejo agora. E agora irrita-me solenemente estar a tentar combinar uma saída com as minhas amigas e, quando na minha cabeça já rolavam planos de discotecas e shots, para elas ser preferível um jantarzinho e um serão em casa de uma ou outra. Seremos assim tão velhas ja?? Porque sei muito bem o que vai acontecer. Vamos falar das coisas de sempre, em vez de conhecermos pessoas e realidades novas, vamos beber café em vez de alcool e vamos ver vídeos que um ou outro acham giros no youtube, quando deveríamos estar a dançar!

 

Sinto que a minha vida está a correr demasiado depressa. Sinto que se está a gastar o tempo útil. Sinto que preciso de conhecer pessoas novas, de sair, de me distrair, de curtir a vida e não de ficar sentada no sofá (porque muito disso já faço eu nos serões da semana) a ver vídeos - aos quais nem sequer acho piada - do Jimmy Kimmel WTF??

 

E irrita-me elas não verem como isso me faz falta a mim!

E irrita-me não ter outro grupo de amigos não compostos na totalidade por casais que se estão a tornar uns velhos!

E irrita-me não ter estômago para sair sozinha! (acho deprimente até...)

 

E irrita-me o L. estar longe. (Já falei dele? Nas entrelinhas já.) E irrita-me me irritar pelo facto de ele estar longe. Porque não devia interessar...

 

É que estava mesmo ansiosa que chegasse o fim de semana...Mega saída com as amigas na sexta e jantar de aniversário de outra amiga sábado. Mas sinceramente já estou a antecipar o fiasco que ambos os dias vão ser!

 

Grrr...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:07

Desabafo sem acentos!

here in littlebubble, em 28.11.12

Sabem como por vezes surgem pessoas na nossa vida que nao deveriam ter qualquer importancia... Passamos algum tempo com elas, corre tudo bem, mas depois era suposto voltarmos as nossas vidas e nao sentirmos falta delas...

 

Pois eu nao sou uma dessas pessoas! Gostava imensamente de o ser... Mas (in)felizmente nao o sou!

Todas as pessoas em mim tem impacte. Nao consigo sentir por metade... Nao consigo nao sentir. E por isso sofro sempre imenso! Porque era suposto as coisas acontecerem e eu nao me ligar emocionalmente a elas, mas acho que ainda esta para chegar o dia em que consiga tal proeza.

 

Nao se trata de um sentimento muito forte, mas sofro com a falta de atencao e com a falta de preocupacao e com a falta de interesse e com a falta de dedicacao. Porque sempre estive habituada a isso! Quando nao foi nada disso que combinamos e quando nao era nada disso que eu queria com ele, neste momento. Queria algo simples, sem obrigacao, sem futuro... Mas sofro com a rejeicao, sofro com o desinteresse, sofro com o abandono. Mas nao tenho a certeza que nada disso tenha acontecido. So na minha cabeca... e as vezes, no meu coracao.

 

Era suposto ser tudo tao simples. E a minha amiga T bem me avisou, bem que me perguntou se eu era capaz de lidar com isso. E eu respondi-lhe que sim, porque tudo corria bem. Mas agora que parece que as coisas mudaram, acho que ja nao estou tao a vontade com esta situacao, porque nunca passei por ela antes, porque nao sei como me comportar, o que dizer, o que fazer ou pensar. Gosto de atencao. De dar e receber. E quando ela falha, n sei lidar. E aqui fico eu, com este aperto no peito, borboletas no estomago e no na garganta, irritada com tudo e com todos, apenas porque nao tenho aquilo que queria ter.

 

 

PS - peco desculpa a falta de acentos e cedilhas no texto mas o teclado esta desconfigurado e ainda tenho que tentar perceber como o arranjar. Mas precisava mesmo de desabafar neste momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:15

Eu bem que tento, mas custa tanto...

here in littlebubble, em 27.11.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:10

booooored

here in littlebubble, em 24.11.12

É incrível como uma chuvinha, aliada com falta de planos, me conseguem deitar tão a baixo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:46

Vi hoje esta imagem e...

here in littlebubble, em 21.11.12


...e percebi que é exactamente isso!

Toda a minha vida fui certinha, fui aquilo que os outros esperavam de mim, fui quem tomava conta, quem ouvia, quem pedia desculpa e quem levava um chuto no rabo depois. Nunca fui muito impulsiva. Sempre tudo planeado, ordenado, pensado.


Hoje estou-me a lixar para isso. Depois de um tempo mais down, resolvi tomar rédeas da minha vida e fazer coisas que não pensei fazer antes, sem medos, sem dúvidas, sem vergonhas. Tomo iniciativa, sou mais impulsiva e menos racional. E não é que sabe bem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:40

It has chocolate chips!

here in littlebubble, em 20.11.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:11

Pronto, tinham razão!

here in littlebubble, em 17.11.12

Ainda me lembro quando, há uns meses atrás, quando eu chorava por tudo e por nada, mais por mim e pela minha perda e solidão que propriamente pela ausência de um futuro a dois, muita gente me disse que um dia tudo ia ficar bem outra vez, que tudo ia correr bem e eu ia ser feliz outra vez, de uma maneira ou de outra.

 

É só para dizer que tinham razão.

 

You were all that I wanted, all that I needed...but not anymore.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:02

it's the hardest part.

here in littlebubble, em 15.11.12

The hardest part about moving forward is not looking back.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:54

Socialmente

here in littlebubble, em 11.11.12

Acho que preciso de aulas de socialização.

Tenho amigas de sempre, desde sempre. Na faculdade, conheci muita gente claro (também não sou nenhuma anti-social) mas só com poucos as relações de amizade se mantiveram, findo o curso.

No meu trabalho sim, falo com muita gente, todos os dias, a toda a hora, mas com poucos dá realmente para socializar.

O meu grupo de amigos não cresce. São os mesmos, sempre os mesmos, desde sempre, sempre com os mesmos namorados.

 

Nestes últimos anos, desde que acabei a faculdade, foram muito poucas as pessoas novas que conheci. E acho que já não sei como se faz. A conversa social, o adicionar assuntos para a mesa de discussão, a forma de conhecer o outro.

 

Há algumas pessoas para quem isso sai naturalmente, mas para mim não. Quando chegar à altura, saberei como fazê-lo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:56

A arte de transformar adultos em bebés.

here in littlebubble, em 10.11.12

A forma como as pessoas se transformam ao pé de bebés é incrível.

Sim, os bebés são normalmente coisinhas adoráveis. Mas porque é que as pessoas também se transformam em bebés, na maneira de falar, de se comportar de uma forma sem sentido, em cantar musiquinhas de crianças...  Serão os bebé assim tão poderosos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:45

Pág. 1/2



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D