Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


É segunda-feira, doem-me as costas (primeiro dia de trabalho a sério depois das férias), já chorei e tive uma ideia. Tudo num só post.

here in littlebubble, em 13.08.12

É segunda-feira...

É início da semana, se bem que uma semana mais curta que as outras de Agosto. Custou começar uma nova semana, uma daquelas que soa a loooonga, apesar de nem o ser. Custa entrar na rotina. Acho que basicamente é isso. Porque as duas últimas segundas-feiras estava bem. Há 15 dias, estava em Berlim. Óptimo! Na semana passada, estava em casa a chillax, a vegetar.....


...doem-me as costas (primeiro dia de trabalho a sério depois das férias)...

E não são só as costas. Doem-me as pernas, os calcanhares.... mas basicamente as costas. Aiii, estou velha para trabalhar. Preciso de uma coisa diferente. Como ganhar o euro-milhões ou então, sonhando um pouco menos, ter um trabalho um pouquinho mais burocrático, que é como quem diz, mais tempo sentadinha sem ouvir rabugices e maus-humores. Mas o que eu queria mesmo mesmo era ganhar o euro-milhões. Ainda na última sexta-feira, enquanto pusemos o boletim do euro-milhões (no qual ganhámos 3,93€ a dividir por 6 ...enfim!) falava com a minha amiga V., a minha companhia dos últimos tempos em como não era nada complicado arranjar onde gastar o dinheiro. O meu pai diz sempre que não queria tanto dinheiro porque depois não era capaz de andar na rua com medo, que tinha que arranjar segurança privada para ele, para nós, que tinha que andar sempre a olhar por cima do ombro. Epa, por mim não tinha problema nenhum. Certamente muita gente se ia dar bem se eu ganhasse. E eu, claramente, ia viver! Ia ver o mundo, ia viajar, ... ai sonhos!

 

...já chorei...

Hoje falei com a minha colega sobre relações. Sobre mim e o R, sobre ela e o J. Em dois anos que lá trabalho, foi a primeira vez que tivémos uma conversa mais íntima, em que ela expôs as suas vulnerabilidades e eu, como chorona irrepreensível, quase que me ia desmanchando... E depois, enquanto vinha para casa à hora de almoço, vim a pensar, o tempo todo, com o nó na garganta, em mim e ele, nas más decisões, no que levou ao fim desta pequena família que estávamos a construir. E com os olhos toldados de lágrimas, escrevi um texto em que falava disso mesmo. Escrevi, escrevi, escrevi, escrevi sem nada ver, como se saísse directamente do coração para as pontas dos dedos. E depois, carreguei no enviar. Apesar de arrependida de ter tido esse tipo de contacto, fiquei imediatamente mais aliviada.

 

...tive uma ideia.

Quero mesmo perder peso, porque preciso de melhorar a minha auto-estima e isso normalmente revela-se mais quando fico mais magra e me sinto mais bonita. E como tal, resolvi fazer um food journal. Ou seja, uma espécie de diário onde escrevo tudo o que como durante o dia e a que horas, acrescentando-lhe, ainda, o exercício que fiz durante esse dia. Vou ser sincera e escrever tudo. Tem mesmo que ser, porque senão não valia a pena. Depois vou avaliando o que comi, o que devia ter comido mais, o que não devia ter tocado sequer. Vamos ver como isto corre e principalmente quanto tempo dura esta parvoíce minha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:53


...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D