Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Curiosidades da Europa Central: parte I

here in littlebubble, em 05.08.12

Berlim:

As alemãs são dos povos mais mal vestidos que vi. Sem qualquer tipo de senso de moda, combinação de cores e formas...

 

Praga:

Vi numa feira que estava a ocorrer numa pequena praça de Praga a forma mais original de comer batata frita. Toda a batata era cortada, com casca e tudo, sob a forma de espiral e colocada numa vara de pau, como se se tratasse de uma espetada e era assim frita e depois comida.

 

Viena:

Em Viena, existem um docinho típico, na forma de um bombom chamado "Bola de Mozart". Ou seja, não se deve sair de Viena sem provar a bola de Mozart (lol)

 

Budapeste:

Em Budapeste soube a forma como os húngaros adoravam a princesa Sissi. E gostavam tanto dela que se resolveram a fazer-lhe um palácio no campo onde ela se pudesse refugiar da corte do império austro-húngaro. E como se tal não bastasse, construiram o primeiro troço de caminhos de ferro desde o centro de Budapeste para o tal palácio da Sissi. E como ela era tão especial, construiram uma linda estação, com uma sala de espera especial para a princesa Sissi aguardar o comboio. Esta sala de espera da Sissi é hoje o McDonals mais bonito da Europa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:56

Realidade alternativa no aeroporto

here in littlebubble, em 05.08.12

Cheguei agora mesmo do aeroporto e deparei-me com uma situação que já tenho vivenciado de vez em quando, se bem que mais frequentemente nos últimos tempos. Começo a pensar em déjà vu e em realidades alternativas. No tapete de recolha de bagagem ao lado do meu,  estavam a receber as bagagens os passageiros provenientes da Madeira, local onde teria ido passar férias este ano caso a minha vida não tivesse dado uma tremenda cambalhota. Assim, olhei para aquelas pessoas que esperavam as suas malas e imaginei-as no avião, ao nosso lado. O "boa noite" dito por cortesia, o "com licença" e o "se faz favor" nos corredores do avião.

Imaginei que ele tinha lutado por esta relação, que ao fim de tanto tempo juntos, ainda valia a pena lutar. Imaginei que ele pudesse ter tido dúvidas (sim, quem não as tens?) mas que tivesse pensado que se durou tanto e havia tanto amor e carinho e respeito mútuo, é porque valia a pena e era uma coisa boa e a manter. Imaginei que ele sentisse por mim o tipo de amor que mais quero, um amor do género Maria e Manolo, daqueles pelos quais se luta, sem os quais não se consegue viver, pelos quais se corre, se luta, se esforça.

Imaginei-nos na Madeira. Imaginei os beijos, os abraços, o amor do qual não se pode falar aqui, os passeios de mão dada, o descobrir toda a ilha só os dois, as paisagens com que nos maravilhávamos juntos, a descoberta da ilha e a redescoberta do nosso amor.

 

Tudo isto em 2 segundos. E o que fica é só um nó na garganta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:49


...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D