Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Palavras Acertadas

here in littlebubble, em 19.07.12

I understand there being fear when you are so used to something.

But what you are used to is not sirving you right.

This cycle is causing you frustation, depression.

You are not allowing yourself  to try anything new.

Even though you want to.

 

E como isto se aplica à minha vida...

Estou down hoje ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:03

Donna Maria: Sabe bem, tudo tão certo.

here in littlebubble, em 18.07.12

Sinto muita falta de ter companhia. De ter alguém ali, comigo, ao meu lado.

Sinto falta das nossas conversas. Sinto falta de estarmos os dois no sofá a ver tv, ou antes, a discutir a escolha de um filme.

Sinto falta de te ter para ir ao cinema, para sair, para passear.

Sinto falta de cozinhar para ti e da forma como sempre gostavas do que eu fazia.

Sinto falta de esperar por ti e de sorrir quando chegavas.

Sinto falta da planificação de férias e fins de semana.

Sinto falta de te ter quando quero ir ver um concerto ou peça ou filme ou espectáculo e tenho que tentar coordenar o meu horário com o de outra pessoa qualquer, com um ritmo de vida diferente do meu. Entre nós era diferente. As nossas  vidas sempre foram coordenadas lado a lado.

Vou sentir a tua falta no meu dia de ano, no teu.

Vou sentir a tua falta na altura em vou ter que fazer a árvore de Natal sozinha ou quando estiver de férias.

Sinto falta da companhia e dos miminhos.

 

Acho que não sinto a TUA falta. Acho que estragaste tudo. Tínhamos uma boa vida os dois. Sim, acho que éramos felizes. E tu sempre a lutar contra a maré. Acho sempre que te empenhaste mais no que não interessada. And then again, se calhar eu não era o mais importante para ti. Mas acho que não sinto a tua falta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:09

O dia em que decidi fazer crepes de pescada e camarão para o almoço. Adorei.

here in littlebubble, em 18.07.12

Almoço:

Tal como já tinha referido anteriormente, não tenho grande vontade de preparar grandes refeições só para mim, ainda para mais não tendo máquina de lavar a loiça.
Como tal, vivo à base de ir-almoçar-à-mãe e sopa e torradas e cereais e comidas mais rápidas e simples de fazer.
Hoje, como tenho folga da parte da tarde, e como tal, hora de almoço mais prolongada, resolvi pôr mãos à obra e fazer um almoço digno!
Vi a receita no meu livro "Feito em Casa", que já referi noutro post.
Só almocei tarde. Mas valeu muito a pena!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:33

Magic, magic mike

here in littlebubble, em 18.07.12

 

Fui hoje ver este filme com as minhas amigas.

Meu deus, que loucura de abdominais, braços musculados, corpos definidos, tangas (? medo!), sexo, drogas e muitos risinhos parvos na sala de cinema!

São todos homens incríveis, sem dúvida. Mas o filme......fraquinho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:52

João Só: ...ser teu se me quiseres

here in littlebubble, em 16.07.12

(Em http://www.youtube.com/watch?v=Fdd-bm1E4pA)

 

Olha lá,
Já se passaram alguns anos
Nem sequer vinhas nos meus planos
Saiste-me a sorte grande

 

E eu cá vou
Gozando os louros deste achado
Contigo de braço dado para todo o lado

 

Eu vou até morrer ser teu se me quiseres
Agarrado a ti vou sem hesitar
E se o chão desabar que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti

 

Meu amor na roda da lotaria
Que é coisa escorregadia
Saiste-me a sorte grande


E eu cá vou
À minha sorte abandonado
Contigo de braço dado para todo o lado


Eu vou até morrer ser teu se me quiseres
Agarrado a ti vou sem hesitar
E se o chão desabar que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti


Olha lá,
Por mais que passem os anos
Por menos que eu faça planos
Sais me sempre a sorte grande


Agarrado a ti vou sem hesitar
E se o chão desabar que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti

vou sem hesitar
E se o chão desabar que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti
Vou agarrado a ti
Vou agarrado a ti

 

Espero pelo dia em que alguém goste de mim desta forma. Que ache que eu valho a pena. Que ache que vale a pena lutar e conseguir. Espero por um amor destes. Simples mas para sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:28

Cozinhar

here in littlebubble, em 15.07.12

Esta sexta-feira fui com uma amiga a um curso de cozinha da Vaqueiro. Ela ligou-me à última da hora a saber se queria ocupar uma vaga deixada em aberto com uma desistência e lá fui.

Gosto imenso de cozinhar. Adoro o pensar o que fazer, procurar novas receitas e novas formas de aplicar os alimentos, nunca até aí pensadas e pôr mãos à obra.

No entanto, desde que estou sozinha aqui em casa, essa vontade é quase nula.

Estar com tanto trabalho, sujar uma enormidade de louça (principalmente não tendo máquina...) só para mim? Hum...nah!

Às vezes recriminava uma amiga de infância da minha mãe, solteirona de cinquenta anos, por nunca cozinhar mas agora consigo entender. Se por um lado, parece que é um desleixo e uma falta de consideração para nós próprios (será que não valemos todo o acto de cozinhar para termos uma refeição óptima, só porque estamos sozinhos?)...mas por outro lado, a sensação de prazer na cozinha não é a mesma... Porque não vemos um sorriso de agradecimento, sons de apetite satisfeito e prazer no paladar, um gesto ou palavra de encorajamento.

Porque nós já sabíamos que estava óptimo :)

 

Estou a tentar contrariar este comodismo e já voltei a encher o frigorífico, congelador e despensa. Mas incrivelmente a vontade que tenho para cozinhar é só de iguarias que não devia... bolos, doces...

 

Mas com as ideias do curso e a mentalização do "para-a-frente-é-que-é" que estou a tomar, hei-de conseguir alimentar-me melhor.

 

Bom domingo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:26

The Gift: Hei-de te amar ou então hei-de chorar por ti

here in littlebubble, em 12.07.12

Hei-de te amar.

Ou então hei-de chorar por ti, mesmo assim, quero ver-te sorrir.

 

E se perder, vou tentar esquecer-me de vez.

Conto até três. Se quiser ser feliz.

 

http://www.youtube.com/watch?v=C2z9sbWnzBw

Às vezes sinto-me parva por te querer bem.
Por não estar zangada contigo, apesar de tudo. Afinal desapontaste-me. Fugiste. Desististe.
Como posso não estar zangada contigo?
Como posso transferir os sentimentos negativos e depreciativos para mim?
A culpa é tua.
Conto até três
[Um]
[Dois]
[Três]
Se quiser ser feliz...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:42

U 2: You've got stuck in a moment and now you can't get out of it

here in littlebubble, em 12.07.12

O que é triste não é estar em casa sozinha. Entrar quando ainda está sol lá fora e deixar escurecer depois...

Triste é entrar em casa e encontrá-la vazia, silenciosa, sem niguém.

E fechar a porta por saber que mais ninguém vai entrar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:46

Peter Pan: You know that place between sleep and awake, the place where you can still remember dreaming? That's where I will always love you, that’s where I'll be waiting.

here in littlebubble, em 03.07.12

   Hoje estou em dia não. Mais do que nunca me sinto sozinha, mas ao mesmo tempo não quero ver ninguém. Passo o dia ansiosa que ele passe, para poder voltar para casa mas quando aqui chego, sinto um desalento enorme pelo que silêncio que se ouve, pela solidão que acarreta.

   Hoje, mais do que nunca, tenho vontade de chorar, por mim, por nós mas mais por mim. Por tudo o que perdi, pela companhia que já não tenho, pelos sorrisos que deixei de dar, pela partilha que se foi, por tudo o que fizemos e o que fomos sempre deixando para depois, para um depois que nunca chegou. Porque o amor é um sentimento egoísta, e quando perdemos alguém, o que mais doi não é a vida a dois que se perdeu, mas o facto de termos que viver as nossas vidas sem essa pessoa. E o sentimento de impotência, de desalento, de "podia ter feito mais/podia ter feito melhor" vem ao de cima, e com esses sentimentos, vem anexada a culpa.

   Não me queria sentir culpada mas sei o que o sou. Mas serei mesmo? Porque fui eu que fiquei aqui, enquanto tu desististe e saiste da nossa porta para fora, de armas e bagagens, para fora da nossa vida, da minha vida, do nosso sonho construído a dois. Eu fui corajosa e fiquei. E tu? Que saíste, que disseste que não dava mais, que não havia volta a dar, que não havia nada a fazer, que não vali a pena? Posso ser culpada de muita coisa, mas de desistir não.

   E hoje estou em dia não. E hoje, mais do que nunca, sinto-me sozinha.

   E hoje, mais do que nunca, estou presa na minha pequena bolha, sozinha.

   E hoje, mais do que nunca, tenho medo de nunca mais daqui sair, de nunca mais ninguém entrar.

   E hoje, mais do que nunca, sinto que não sei como seguir, como sair daqui, sozinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:03

Pág. 2/2



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D