Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


boas férias

here in littlebubble, em 27.07.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:41

Contagem Decrescente

here in littlebubble, em 25.07.12

Já estou em contagem decrescente para as férias.

Incrivelmente já é quarta-feira hoje e é já no sábado de madrugada que parto à descoberta da velhinha Europa Central.

 

Apesar de ligeiramente apreensiva por viajar novamente em família, foi o melhor que consegui arranjar quase de um dia para o outro, quando toda a minha vida foi alterada desta forma brusca e brutal.

Aqui vamos nós os quatro, novamente, tal como foi normal durante tantos e tantos anos.

 

Apesar de apreensiva, estou também nervosa. De me sentir perdida no meio deles. De sentir a falta daquele que não vai lá estar e que sempre pensei que estivesse. De só sentir a falta dele.

 

Apesar de apreensiva e nervosa, estou também entusiasmada. Sempre são quatro novos países que vou conhecer. Já andei a pesquisar onde ir, o que fazer, o que ver, o que não posso perder.

 

Apesar de apreensiva, nervosa, entusiasmada, estou também curiosa. E como ando numa fase mais gulosa...sabiam que a bola de berlim em Portugal (1), é diferente da bola de berlim alemã (2) ou da bola de berlim que é servida na República Checa (3), e é também diferente da mesma na Áustria (4)?

(a minha mãe diz que pareço uma criança...enfim)

 

(1) Bola de Berlim - Portugal

 

 

 (2) Berliner - Alemanha

 

 

 

 (3) Kobiha - República Checa

 

 

 

(4) Krapfen - Áustria

 

 

 

[ Hei-de comer uma em cada país e depois logo direi qual a melhor!!!!]

 

Apesar de apreensiva, nervosa, entusiasmada e curiosa, nunca deixo de ser organizada e como tal já tenho as minhas listinhas todas feitas para não me esquecer de nada.

 

E já estou em contagem decrescente!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:47

Florence: and it's hard to dance with the devil in your back, so...

here in littlebubble, em 24.07.12
A Florence é mesmo uma artista completa. Acho as suas músicas geniais e acho que ainda não ouvi uma que não tivesse gostado.
Regrets collect like old friends
Here to relive your darkest moments
I can see no way, I can see no way
And all of the ghouls come out to play

And every demon wants his pound of flesh
But I like to keep some things to myself
I like to keep my issues strong
It's always darkest before the dawn

And I've been a fool and I've been blind
I can never leave the past behind
I can see no way, I can see no way
I'm always dragging that horse around

And our love is pastured, such a mournful sound
Tonight I'm gonna bury that horse in the ground
So I like to keep my issues strong
But it's always darkest before the dawn

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaaah

And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

I am done with my graceless heart
So tonight I'm gonna cut it out and then restart
Cause I like to keep my issues strong
It's always darkest before the dawn

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah

And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

And given half the chance would I take any of it back
It's a final mess but it's left me so undone
It's always darkest before the dawn

Oh woah, oh woah...

And I'm damned if I do and I'm damned if I don't
So here's to drinks in the dark at the end of my rope
And I'm ready to suffer and I'm ready to hope
It's a shot in the dark and right at my throat
Cause looking for heaven, found the devil in me
Looking for heaven, found the devil in me
Well what the hell I'm gonna let it happen to me

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah

And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah

And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 22:08

Mas em primeiro lugar, estou eu.

here in littlebubble, em 23.07.12
É tão estranho falar com ele apenas como amigos. Sim, porque continuamos a falar. Desde o simples "Bom dia" até ao "Vou dormir, até amanhã" passando por imensa conversa de circunstância pelo meio.
É estranho passar um dia sem falar com ele.
Há coisas que acontecem na minha vida, coisas que vou descobrindo, que, ao surgirem, a primeira reacção que tenho é contar-lhe.
Sempre foi assim. São muitos anos e há hábitos difíceis de quebrar.
Mas é muito difícil. Falar da tua vida, falar da minha vida, sem ser a nossa. Custa muito, acreditem.
Custa falar de férias tidas em separado, em dias sem pontos em comum, em experiências sem serem partilhadas, em coisas comuns que já não o são. E hoje, ao falarmos do filme "Para sempre, talvez..." que passava na televisão (filme que vimos juntos há uns anos, no cinema), não consegui evitar as lágrimas de cair e as pontas dos dedos de escrever no ecrã do telemóvel o quanto sentia a falta de nós, por duas vezes. Das duas vezes, apaguei a mensagem porque acho que não vale a pena falar mais em "ses", em "nós"... Custa tanto. A maioria das vezes sinto-me vazia, sinto-me triste e sem propósito. Sinto a tua falta. Mas não posso mais continuar agarrada a ele. Não posso mais continuar assim. Preciso de me curar, de ficar bem, de gostar de mim, de seguir em frente.
Sem dúvida, ele é parte da minha vida, da minha existência. Mas em primeiro lugar, estou eu.
Li no outro dia que, tal como no luto, existem cinco fases de luto por um relacionamento.
São eles:

Negação, Raiva, Negoceio, Depressão e Aceitação

 

Continuo sem saber em que fase estou. Ao ler das definições dadas para cada um destes estadios, parecem-me todos tão fixos, tão parametrizados, tão definidos e definitivos. Acho que não se passa de um para o outro como se se tratasse de uma estrada e os estadios as várias localidades por onde se passa, definidas nos seus domínios por tabuletas informativas. Considero os seus caminhos mais tortuosos e os seus limites mais elaborados.

E não consigo definir onde estou.

 

Claramente, há dias de negação. Ainda há pouco pensei nisso. Como é possivel que o nosso tempo feliz juntos tivesse sido tão curto? Como é possível que, de um momento para o outro, tudo tenha acabado? Tão rapidamente?

 

E sim, tenho raiva! AAAAHHHH, como é possível ele ter deitado tudo a perder? Calculo que nunca mais vá encontrar alguém que ature as coisas que eu lhe aturei...Será possível que eu não fosse o suficiente para ele lutar?

 

Negoceio. Sim, acho que isso também. Às vezes choro e dou por mim a pedir ao senhor do tempo e espaço que faça voltar o tempo atrás. Se o tempo voltasse para trás, eu ia conseguir mudar o que houvesse a mudar e íamos ser felizes novamente.

 

Quanto a depressão, esta também vai acontecendo. Como já disse, sou chorona. E há dias em que não consigo evitar de chorar, chorar muito, desalmadamente, até adormecer de dor, cansaço e tristeza.

 

Aceitação. Hum, sim também. Já começo a pensar no futuro, a planear. A querer conhecer pessoas novas. Sei lá, não posso ficar fechada e enclausurada neste ciclo...

 

O pior é que tanto me encontro num estadio, como noutro. Sinto que não se trata de uma estrada mas de um carrossel, que me transporta da aceitação de novo para a raiva, depois para a depressão, e depois negoceio e entro em negação, para voltar tudo a começar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:51

O dia em que decidi fazer queques para o lanche. Podiam ter saído melhor...

here in littlebubble, em 21.07.12


Não é que estivessem maus de sabor, mas perfeccionista como sou, acho que podiam ter saído melhor... E sim, tinham pepitas de chocolate por dentro... :)


Mas ainda quentinhos e com Chai Tea Latte... :) óptimo lanchinho enquanto via o Cold Mountain. Nunca tinha visto e considero que a Rennée Zellweger faz um papel incrível! Primeiro, a pronúncia. Segundo, a entrega ao papel. Terceiro, estar sempre a contar as razões para seja o que for. Bastante melhor que a Nicole Kidman, que se apresenta sempre no registo de intocável.




Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:11

Previously on Desperate Housewives.

here in littlebubble, em 21.07.12

Fim.

Acabei de ver agora o último episódio da última temporada de Desperate Housewives.
Independentemente do interesse, do prolongar eterno da série, inserindo mais dramas e mais factos onde já sobrava tema, trata-se de uma série que já acompanhava há algum tempo e, como tal, sabendo que a série acabou, resolvi acabar de ver todos os episódios.
Gostei do último episódio duplo. Pareceu-me que encerrou todas as tramas e perguntas que foram ficando. Mostrou o rumo das personagens e acabou ao bom estilo da série. Com mais um mistério.
SPOILER: Só para dizer que gostei imenso que o Tom e a Lynette tivessem acabado juntos (eu sei que é uma série e tinha que acabar bem, mas ele tinha outra e ambos já estavam conformados com o divórcio...). E gostei particularmente do discurso do Tom.
Tom Scavo: At the end, before I left, our problems look this big. So I went away. But now i realize they only seem that way, because we are so closed up against them and they were blocking me from seeing how much I love you. I see it now and I needed to tell you that because you have to say this things while you still can.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 16:24

Yap.

here in littlebubble, em 21.07.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 00:51

Post do Dia (Parte II): Who knew?

here in littlebubble, em 20.07.12


Hoje chorei a ouvir esta música.

Sim, revejo-me nela.


I know better. Cause you said forever. And ever. Who knew?

(...)

They knew better. Still, you said forever. And ever. Who knew?


Tenho sonhado muito com ele. Acho que praticamente nunca, em todos estes anos, tal tinha acontecido. Não sei o que se passa comigo. Existem muitas teorias relativas ao tempo que alguém demora a superar uma relação. Segundo a Lily de How I Met You Mother, esta diz que leva a metade do comprimento da relação. (Estou lixada, portanto... só me safo depois dos 30!) Segundo o Marshall, este diz que para haver recuparação, tem que se esperar uma semana para cada mês em que estiveram juntos.... Seja como for, é muito tempo...

Não sei como sair deste loop em que estou metida. Choro e depois fico bem e depois choro e depois fico bem... Mas nunca fico totalmente bem, porque todos os dias acontece ou vejo ou ouço ou me lembro de algo que nunca me deixa esquecer o que perdi, o que perdemos os dois.


Achava que era desta... Achava mesmo!

E nunca fui uma pessoa muito feliz. Sempre preocupada com os outros, com o mundo.

Nunca consegui ser efectivamente feliz.

E agora estava. Estava mesmo. Feliz e despreocupada.


Sol de pouca dura...


Who knew? :(

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:07

Post do Dia (Parte I): Dia da Amizade

here in littlebubble, em 20.07.12

Hoje, aparentemente, é o dia da amizade. E hoje, incrivelmente, não falei com nenhum dos meus amigos.

Correndo o risco de parecer injusta e tendo completa consciência que a vida dos dias de hoje é vivida a 100 à hora e sempre com menos horas do que gostaríamos, mas às vezes parece que sou sempre eu que tomo iniciativas. Se não disser nada, parece que ninguém me diz a mim.

Será que dantes, quando fazia parte de um casal, fazia o mesmo?

Vivia a minha vidinha com o meu namorado sem querer saber dos meus amigos?

Será que em casal, só se vive um para o outro e se neglicencia tudo e todos fora dessa esfera de amor?

E que quem é solteiro devia aprender a viver na sua solidão sem chatear ou exigir atenção por parte dos outros?

Não sei bem como reagir ou o que pensar disto...

 

Sinto-me sozinha muitas vezes, sem planos, sem propósitos.

Incrivelmente para mim o fim de semana (tirando a parte de dormir mais) às vezes torna-se um suplício de nada fazer todo o dia. E incrivelmente, às vezes dou por mim a agradecer a chegada da segunda-feira?

 

Serei maluquinha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

às 21:54

Fringe

here in littlebubble, em 19.07.12

Já muita gente me tinha falado do Fringe. Quão excepcional e extraordinário (no verdadeiro sentido da palavras) esta série era.

Tentei começar a vê-la numa altura diferente da minha vida, uma altura cor-de-rosa e como tal, não era este o tipo de série que mais sentido me fazia. Preferia algo mais romancista, mais normal, mais happy-ending e desisti.

Ainda assim, sempre tive curiosidade em vê-la. O nome J.J. Abrams sempre me atraiu. Não fosse ele a cabeça, corpo e mente por detrás de uma das minhas séries preferidas de sempre, Lost.

 

Comecei a ver o Fringe há uns dias. E já estou em modo "só-mais-um-episódio".

 

Fica de Fringe no imdb:
http://www.imdb.com/title/tt1119644/

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:18

Pág. 1/2



...retalhos de pensamentos, post its de emoções, pedaços de músicas, imagens que falam comigo e tudo mais aquilo que fizer a minha mente fervilhar...

E sobre mim...

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Back there

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D